"Nossa cultura é a macumba, não a ópera. Somos um país sentimental, uma
nação sem gravata"
(Glauber Rocha)


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Assassino ou celebridade?


Funcionário da Vara Criminal de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, mostra autógrafo que pediu ao goleiro Bruno Souza, antes de audiência sobre o desaparecimento de Eliza Samudio

terça-feira, 24 de agosto de 2010

PESQUISA CNT/SENSUS DÁ VITÓRIA A DILMA NO PRIMEIRO TURNO COM 55,3% DOS VOTOS VÁLIDOS

24/08/2010
Pesquisa CNT/Sensus aponta vitória de Dilma no 1º turno
Publicidade
GABRIELA GUERREIRO
DE BRASÍLIA


Atualizado às 11h35.

Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta terça-feira (24) mostra vitória da candidata Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno na disputa pela Presidência da República.

A candidata do PT recebeu 46% das intenções de votos na pesquisa estimulada, contra 28,1% para José Serra (PSDB) e 8,1% para Marina Silva (PV). A petista somou 55,3% dos votos válidos, enquanto os demais candidatos juntos alcançaram 44,7%.

A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os demais candidatos, incluindo Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), não atingiram 1% das intenções de votos. Os indecisos e votos nulos/brancos somam 16,8%.

Na pesquisa espontânea, em que a lista de candidatos não é apresentada aos eleitores, Dilma também aparece em primeiro lugar com 37,2% das intenções de votos. Ela é seguida por Serra, com 21,2% e Marina Silva, com 6%. Os demais candidatos também não somaram 1% dos votos.

Num eventual segundo turno, Dilma venceria com 52,9% contra 34% de Serra. Nulos, brancos e indecisos somariam 13,2%.

A pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 20 e 22 de agosto, com duas mil entrevistas em 136 municípios. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 24.903/2010.

Pesquisa Datafolha divulgada no último sábado também mostrou vitória de Dilma no primeiro turno, com 47%, contra 30% de Serra. No levantamento anterior, feito entre os dias 9 e 12, a petista estava com 41% contra 33% do tucano.

Na última edição da pesquisa CNT/Sensus, divulgada dia 5 de agosto, Dilma apareceu 10 pontos percentuais à frente de Serra.

Na ocasião, a petista a petista recebeu 41,6% das intenções de voto, enquanto o tucano ficou com 31,6%. Marina Silva (PV) apareceu em terceiro lugar, com 8,5% dos votos, enquanto Zé Maria (PSTU) tem 1,9% e Plínio Arruda (PSOL),1,7%. Outros candidatos mencionados na pesquisa não registraram 1% dos votos.

POR REGIÃO

A pesquisa CNT/Sensus mostra que Dilma venceria em todas as regiões do país, com exceção do Sul --onde Serra atingiu 47,8% dos votos e a candidata do PT, 35,7%. Marina recebeu 6,9% dos votos no Sul e os indecisos, brancos e nulos somam 9,3% na região.

A maior vantagem da petista está no Nordeste, onde atingiu 62,1% das intenções de voto. Serra obteve na região 19,8% e Marina, 6,4%. Os demais votos somam 11,1%.

No Sudeste, onde o tucano chegou a ser líder no início da corrida eleitoral, Dilma virou o jogo. Serra registrou 27,6% dos votos contra 39,2% alcançados por Dilma. Marina atingiu 9,7% dos votos no Sudeste, e os demais votos somam 21,8%.

Nas regiões Norte e Centro-Oeste, Dilma lidera com 45% dos votos. Serra registrou na região 25,5% e Marina, 7,6%. Os indecisos, brancos e nulos chegam a 20,5%.

POR GÊNERO

Dilma também ganha a disputa entre o eleitorado feminino e masculino, segundo a CNT/Sensus. A petista recebeu 49,4% dos votos dos homens e 42,9% das mulheres. Serra, por sua vez, obteve 27,4% dos votos do eleitorado feminino e 28,7% do masculino. Marina Silva recebeu 7,6% dos votos entre os homens e 8,4% entre as mulheres.

domingo, 22 de agosto de 2010

DE PARADIGMAS E COLONIALISMOS...

RAZÃO OU SENSIBILIDADE? Imunização racional (Que Beleza!)

Aí galerinha: a vida é muito mais que um concurso ou o CPC!

NOÇÃO DE JUSTIÇA: por Tim Maia!

BRASILIDADES: Vida difícil!

CAPITALISTA COLETIVO IDEAL


Pessoal: o Capitalista Coletivo Ideal já está disponível na web: é só conferir em http://www.tede.ufsc.br/tedesimplificado//tde_arquivos/17/TDE-2009-07-21T122820Z-848/Publico/MatheusCastro.pdf